NO AR

DEL FONE

WHATS DEL

(82) 9 8191.0365

Argentina e França, duelo de favoritos que provocam dúvidas nas oitavas de final

  • Redação
  • junho 29, 2018
  • Nenhum comentário
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Messi na partida entre Argentina e Croácia
Messi na partida entre Argentina e Croácia

 

A Argentina de Lionel Messi contra a França de Antoine Griezmann, Kylian Mbappé e Paul Pogba: alvicelestes e ‘bleus’, duas seleções favoritas ao título se enfrentam pelas oitavas de final da Copa do Mundo, sábado em Kazan, depois de uma fase de grupos que gerou mais dúvidas que certezas.

A França, finalista da Eurocopa-2016, avançou como primeira colocada no Grupo C, mas seu estilo de jogo pouco atrativo, em um elenco repleto de talentos, não deixou os torcedores satisfeitos.

Agora enfrentará a Argentina de Messi, que renasceu contra a Nigéria, na última rodada do Grupo D, com uma vitória de 2-1 e um gol nos últimos minutos que elevou o espírito, a ilusão e a confiança de um time até então desacreditado.

“A França é um grande rival, com grandes jogadores. Temos respeito, mas nos sentimos muito bem. Acredito que depois da vitória contra a Nigéria nos sentimos muito mais fortes e com confiança. Sabemos que temos uma grande seleção, com grandes jogadores e com confiança somos uma grande equipe”, afirmou Federico Fazio.
Após um início complicado, com um empate de 1-1 contra a Islândia na estreia e uma derrota de 3-0 para a Croácia na segunda rodada, a Argentina venceu a Nigéria por 2-1, com direito a um gol de Messi, conseguiu a vaga nas oitavas e a torcida espera um novo começo na fase eliminatória, com o título e um final feliz.

O meia Enzo Pérez treinou nesta sexta-feira, depois de ser poupado na véspera, e o técnico Jorge Sampaoli, muito criticado em seu país, deve repetir a escalação que venceu a Nigéria, com Franco Armani no gol, Éver Banega e Pérez ao lado de Javier Mascherano no meio e com Di María e Higuaín como companheiros de Messi no ataque.

Armani treinou pênaltis nesta sexta-feira, como preparação para uma eventual definição após uma prorrogação.

 

– Parar Messi –

A França empatou em 0-0 com a Dinamarca na terceira rodada do Grupo C e, desde então, está obcecada com uma coisa: como parar Messi.

Em um Mundial apagado para Ángel Di María e Gonzalo Higuaín até o momento, as esperanças argentinas estão nos pés de “La Pulga”. E os franceses querem fazer o possível para evitar tal situação.

“Não acredito que exista ninguém na Terra que possa encontrar um remédio para parar Messi. Será algo mais coletivo”, resumiu o zagueiro Presnel Kimpembe, companheiro no Paris Saint-Germain do argentino Giovani Lo Celso.

Para Samuel Umtiti, colega time do craque argentino no Barcelona, Messi “tem um toque técnico que ninguém mais tem”.

 

– Uma final nas oitavas –

Dois campeões mundiais, frente a frente, nas oitavas de final. Dois favoritos antes do início da Copa, mas que provocam dúvidas com suas atuações e poucos gols. O vencedor do confronto enfrentará nas quartas de final a seleção classificada do duelo entre Portugal e Uruguai.

“Enfrentamos um grande rival, uma grande seleção, que vem invicta da fase de grupos. Mas sabemos que somos uma seleção importante, que temos nossas armas e acredito que vai ser uma grande partida”, disse Lo Celso, companheiro no PSG de Kylian Mbappé, Kimpembe e Alphonse Aréola.

Pogba, jogador do Manchester United e um dos craques da seleção francesa, falou sobre a motivação para a partida.
“Claro que queremos derrotá-los, queremos passar, mas também queremos acabar com as dúvidas que muitas pessoas têm sobre a nossa equipe, de que a seleção da França não vai passar contra a grande equipe da Argentina. Vamos ver, é um bom teste para o nosso time.
Prováveis escalações:

Argentina: Franco Armani; Gabriel Mercado, Nicolás Otamendi, Marcos Rojo, Nicolás Tagliafico; Javier Mascherano, Enzo Pérez, Éver Banega; Ángel Di María, Gonzalo Higuaín e Lionel Messi. DT: Jorge Sampaoli.

França: Hugo Lloris; Benjamin Pavard, Raphael Varane, Samuel Umtiti, Lucas Hernández; N’Golo Kanté, Paul Pogba, Blaise Matuidi; Antoine Griezmann, Kylian Mbappé e Olivier Giroud. DT: Didier Deschamps.

Árbitro: Alireza Faghani (IRI)

Fonte: IstoÉ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PEÇA SUA MÚSICA